Cultura DevOps = cultura da transformação

Cultura DevOps = cultura da transformação

Cada vez mais, a inovação nos negócios tem sido entregue via software. Na indústria automotiva, por exemplo, os softwares respondem por quase 80% das inovações funcionais dos veículos. Qualquer empresa, hoje em dia, precisa de desenvolvimento de software em velocidade cada vez maior, pois as mudanças têm acontecido de forma frenética.

Empresas têm que se estruturar para ter capacidade de atender essa demanda por mudanças contínuas: é preciso entender as necessidades do mercado e dar respostas a feedbacks no menor tempo possível. Essa necessidade de entrega contínua gerou um conceito, processo e uma cultura de transformação chamada DevOps.

A entrega rápida da TI é fundamental e se dá por processos ágeis, com entrosamento entre times de desenvolvimento e operações. Do ponto de vista do usuário/cliente o que importa é o software rodando na máquina – muitas vezes o usuário sequer faz distinção entre o pessoal de desenvolvimento e o do operacional. Sinergia entre essas duas áreas, portanto, é importantíssima para colocar um software para rodar. DevOps, nesse contexto, refere-se a sistematizar e organizar um fluxo de trabalho contínuo na criação e operacionalização de um software e suas futuras atualizações.

Mas o conceito DevOps vai além dessa ideia de TI competente, que trabalha em sinergia e de forma ágil. DevOps refere-se, também, a toda a corporação, numa operação conjunta, pois dar respostas rápidas ao mercado envolve mais áreas além da TI. DevOps é, portanto, um processo transformador.

O esquema resumido, abaixo, mostra o ciclo de vida de um novo software e algumas áreas envolvidas:

 

Há pelo menos quatro itens a considerar quando o assunto é agilidade por inovação contínua: Mobilidade, Big Data, Social Business e Cloud Computing. Dispositivos móveis são uma realidade que ajuda a engrossar a produção de volumes gigantescos de dados. Esses dados têm que ser analisados para direcionar novos produtos ou levantar necessidades. Produtos, por sua vez, devem ser monitorados e avaliados através do social business. E, naturalmente, para fornecer isso tudo, é preciso uma infraestrutura maleável, flexível e dinâmica, proporcionada pela computação em nuvem.

Orquestrar tudo isso envolve metodologia, evolvendo, portanto, DevOps. Adotar essas práticas significa ganhar muito em agilidade de resposta, algo imprescindível no futuro.

Se quiser saber mais sobre DevOps, fale conosco. Somos especialistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *