A importância das pessoas em uma estratégia de DevOps

A importância das pessoas em uma estratégia de DevOps

Técnicas, boas práticas, processos, metodologia. A adoção de DevOps em equipes de desenvolvimento de software geralmente considera uma série de mudanças na rotina de trabalho, mas a maior delas está nas pessoas.

Neste post, o Consultor DevOps da OneForce, Tiago Moura, explica porque empresas que estão passando pelo processo de transformação do gerenciamento do ciclo de vida das aplicações precisam considerar os impactos culturais do novo modelo e o papel dos profissionais neste processo.

 

UMA QUESTÃO DE CULTURA ORGANIZACIONAL

“As práticas de DevOps incluem abordagens que, em muitos casos, não fazem parte da cultura das equipes de desenvolvimento. Automatização, colaboração, eliminação dos silos e aproximação das áreas de Desenvolvimento e Operações são apenas algumas delas”, pontua Tiago.

Todas essas premissas são praticamente inúteis se não partir das pessoas o interesse em colocá-las em prática. “Por isso, quando se pensa em passar por uma transformação dos processos que contemple a adoção de DevOps, as empresas precisam estar preparadas para mudanças que incluam a cultura organizacional que, convenhamos, exige tempo para ser moldada”, reconhece o especialista.

Ninguém disse que seria fácil e realmente não será. Afinal, quantos anos foram necessários para que a rixa entre as equipes de Desenvolvimento e Operações fosse construída e enraizada entre os profissionais da área? “Não é algo pontual. Todos têm conhecimento que os silos ainda estão muito presentes entre os times.”

Mas a verdade é que as pressões de tempo e custo impostas pelo mercado impedem que organizações que mantenham o status quo ganhem competitividade e agilidade.

“Desenvolver uma cultura, um mindset de DevOps, passa, necessariamente, pelo estímulo à colaboração entre profissionais de áreas e até departamentos distintos. Também prevê foco nos resultados obtidos pelo negócio e não nas metas alcançadas por um determinando departamento. E ainda: cria-se uma nova visão sobre o papel desempenhado pelos times. Desenvolvimento, teste, operações, engenharia, Quality Assurance (QA): todos precisam trabalhar de forma orquestrada para garantir o sucesso da estratégia DevOps”, pontua Tiago.

 

POR ONDE COMEÇAR UMA ESTRATÉGIA DE DEVOPS?

Vamos considerar esses 2 fatores primordiais:

  1. Colaboração
  2. Foco nos mesmos objetivos

O primeiro passo estaria exatamente aí.

Empresas que já tenham implantado frameworks ágeis como SAFe, Scrum, DAD, entre outros, podem usar essas práticas a favor da construção de uma cultura DevOps. “Afinal, na sua essência, as metodologiais ágeis preveem colaboração e objetivos comuns entre as equipes”, observa Tiago.

Aqui, cabe destacar o papel fundamental das lideranças e do próprio ambiente organizacional. “Os líderes têm que estimular a colaboração e as empresas precisam prover ferramentas e plataformas que auxiliem e estimulem a troca de informações entre áreas e equipes”.

Estabelecer metas que afetem a todos também ajuda a criar um sentimento de unidade e não mais de isolamento. “Afinal, não adianta a equipe de desenvolvimento ser cobrada pelo volume de entregas e a de operações pela manutenção da estabilidade do sistema. Esse tipo de política só as colocará ainda mais em confronto”, pondera o Consultor.

 

NOVOS PAPÉIS

As funções dos profissionais também mudam. Em um modelo DevOps de trabalho, não se espera do desenvolvedor apenas linhas de código, nem do QA a garantia exclusiva da qualidade da aplicação.

“Todos devem estar comprometidos com o resultado final e com o valor que será entregue ao longo da cadeia de produção. O desenvolvedor, por exemplo, precisa atuar em todo o processo inclusive no teste e implementação (deploy)”, explica Tiago.

“O mesmo vale para os demais times. Operações precisa estar, desde o início, envolvido no processo e não apenas na fase de deploy da aplicação. A equipe de testes, por sua vez, não pode mais limitar sua atividade a garantir que a funcionalidade esteja dentro do esperado. É preciso considerar fatores como Experiência do Usuário (UX)”, acrescenta.

Quer saber mais sobre o assunto? Leia o nosso whitepaper sobre 4 problemas comuns entre as equipes de desenvolvimento de aplicações que as práticas DevOps podem ajudar a solicionar.

Whitepaper explica sobre os problemas das equipes de desenvolvimento de software que podem ser solucionados com DevOps

Whitepaper explica sobre os problemas das equipes de desenvolvimento de software que podem ser solucionados com DevOps

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *